Monday, February 6, 2012

Volta ao Brasil revalidacao de diploma

"Reconhecimento de diploma eh reconhecimento de cultura e nao um visto de trabalho"

Facebook: Membro do grupo Revalidacao de diploma
Twitter: emorais morais @revalidacaoUSA

Senhores(as)
Venho com esta comunicar-lhes a respeito de minha indignacao com a legislacao brasileira no que diz respeito a revalidacao de diplomas. Diga-se de passagem, que para apurar tudo o que esta escrito neste artigo, tivemos que gastar em torno de 6.000 reais ate hoje, isso entre inscricoes, traducoes e taxas de revalidacao.
Eu e minha esposa viemos para os EUA no final da decada de 80 em busca de nova oportunidades de trabalho e melhor qualidade de vida. Felizmente conseguimos tudo isso.  Porem 20 anos se passaram e resolvemos a voltar para o nosso Brasil antes da copa de 2014.
Eu me formei em Engenharia em tecnologia eletronica em 1993(Electronic Engineering Technology). Sai do Brasil formado como Tecnico em eletronica(CEFET-MG) e com 3 anos de experiencia na area.  Logo apos a minha formatura nos EUA, recebi uma proposta para trabalhar como Engenheiro de Campo para uma empresa da alemanha. Mas eu esperei um pouco mais, pois nesse trabalho tinha que viajar bastante. Aceitei uma proposta de uma multinacional na area de telecomunicacoes, no ano seguinte, para trabalhar em Chicago como Analista de produto. Eu tenho um carinho especial com o diploma de Engenharia em eletronica porque gracas a esse diploma eu recebi o meu green card e ao mesmo tempo um reconhecimento do Senado Americano como estudante do ano em minha escola. Esta citation do Senado Americano tambem guardo com muito carinho.
Adorei a minha carreira e consegui fazer meu pe de meia com alguns anos de esforco, ja ha quase 20 anos trabalho para a mesma multinacional. Veja que nao eh facil se manter em uma empresa de tecnologia dentro dos EUA por tanto tempo. Quantos  americanos ja se foram nos famosos layoffs.
Em 2010  obtive um segundo titulo em Adimistracao Tecnica (Technical Management). Eu aproveitei que a compania custiava meus estudos em cursos de graduacao e nao a nivel de mestrado e adquiri bastante conhecimentos na area de adiministracao e redacao tecnica.
Logo apos minha formatura, recebi uma proposta para trabalhar na filial da minha  empresa em Sao Paulo. Porem, eu nao poderia exercer um cargo equivalente ao meu aqui, pois o gerente pediu o CREA.  O gerente me sugeriu revalidar meus diplomas. Assim o fiz. Em uma das viagens ao Brasil em 2011, eu dei entrada com a documentacao na UNIFEI de itajuba. Tambem, na mesma epoca conversei com o coordenador de curso da UFOP de Ouro Preto. O coordenador me aconselhou a nao entrar com a documentacao porque achava que a comissao que julga os diplomas estrangeiros iria negar a revalidacao. O Brasil nao tem curso superiores especificos em eletronica, que sejam registrados pelo MEC. Tambem, o curso mais proximo de adiministracao tecnica seria Engenharia de Producao.
Tentei revalidar meu diploma de Engenheiro Americano na UNIFEI para Engenharia Eletrica ou Producao e me foi negado. Nada fora do comum. As estatisticas nao sao das melhores. De cada 100 diplomas que a USP avalia para revalidacao 70 sao negados.  Tenho aqui comigo todos os documentos originais que menciono nesse texto para comprovar o texto do indeferimento. Pela legislacao do Brasil, eu teria o direito de pelo menos ser testado ou fazer cursos complementares para obter o titulo no Brasil.
Tambem fiz a inscricao em varias entidades privadas do Brasil afim de obter um Segundo titulo. As escolas superiores no Brasil tem uma opcao de segunda graduacao. Nesta inscricao, o aluno portador de titulo pode requerer uma avaliacao de disciplinas para nao se repetir o que ja teve no curriculo anterior. As escolas nas quais eu fiz minha inscricao nao aceitaram meu diploma Americano e tambem nao permitiam que eu cursasse mestrado na instituicao. Veja anexo. Bastante estranho, pois o principio de riprocidade nao esta sendo cumprido. Qualquer portador de titulo no Brasil tem as portas abertas em qualquer Universidade Americana seja a nivel de graduacao ou a nivel de mestrado. A unica coisa que se pede por aqui eh uma traducao dos cursos, e o mesmo tradutor indica na traducao uma equivalencia de titulo no diploma. E obiviamente, a instituicao pode pedir um estudo complementar de materias que sao exclusivamente relacionadas ao mercado dos EUA. No caso de medicina, sao aplicados testes justos(nao testes para especialistas) e aulas complementares.
A grande vilan de riprocidade eh a propia lei.

Esta informação se baseia na LEI Nº 9.394, DE 20 DE DEZEMBRO DE 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, no artigo e demais parágrafos descritos abaixo:
"Art. 48. Os diplomas de cursos superiores reconhecidos, quando registrados, terão validade nacional como prova da formação recebida por seu titular.
§ 1º Os diplomas expedidos pelas universidades serão por elas próprias registrados, e aqueles conferidos por instituições não-universitárias serão registrados em universidades indicadas pelo Conselho Nacional de Educação.
§ 2º Os diplomas de graduação expedidos por universidades estrangeiras serão revalidados por universidades públicas que tenham curso do mesmo nível e área ou equivalente, respeitando-se os acordos internacionais de reciprocidade ou equiparação.
§ 3º Os diplomas de Mestrado e de Doutorado expedidos por universidades estrangeiras só poderão ser reconhecidos por universidades que possuam cursos de pós-graduação reconhecidos e avaliados, na mesma área de conhecimento e em nível equivalente ou superior."
Nao faz sentido que um professional ja praticando sua profissao a bastante tempo seja penalizado por uma lei tao banal.
No caso de minha esposa eh ainda mais gritante.
Ela se formou no segundo grau aqui e tambem eh brasileira. Antes de minha vinda para Chicago , minha esposa ingressou em um curso superior de enfermagem em Boston. Nos nos separamos por 3 meses, porque ela nao poderia abandonar os estudos no meio do caminho e me acompanhar da noite para o dia. Assim ela terminou um semestre em Boston e veio para Chicago.
Em 2000,  ela se formou como enfermeira e se sentiu muito orgulhosa por conseguir isso, pois, foi a primeira na geracao de sua familia a ter um diploma universitario. Ela consegiu passar nos testes da associacao de enfermagem Americana na primeira tentativa e hoje eh Enfermeira chefe em um hospital de Chicago. Depois de mais de 10 anos na profissao, ela recentemente obteve um mestrado em ensino de enfermagem. Em 2011, minha esposa deu entrada para revalidacao de diploma de graduacao estrangeiro na USP. Praticamente ao mesmo tempo, ela foi chamada para ser professora de enfermagem em duas faculdades publicas em Chicago.
Como nao poderia deixar de ser, em janeiro de 2012 veio o balde de agua fria . A USP negou revalidar o diploma de Graduacao de minha esposa. No texto anexo da USP podemos perceber onde alegam que minha esposa mudou de escolas. Aqui eh muito comum  vc mudar de municipio e ter que trocar de escola para manter os precos dos estudos. Chegaram a dizer tambem que o o curriculo nao tem essa classe ou aquela.  Eu acho bastante dificil uma escola nos EUA ter exatamente o mesmo curriculo que uma escola no Brasil. A comecar pela carga horaria. A maioria dos Bachareis aqui tem uma media de 2100 horas sem estagio. Enquanto no Brasil sao mais de 3100 horas sem estagio. De cara 30% do curso nao existe.
Em 2006, minha Irma veio para os Estados Unidos. Ela foi formada em odontologia pela UNIUBE e trabalhou varios anos para o governo brasileiro no Amazonas cuidando da saude dos nossos indios na cidade de Leticia no extremo oeste do Amazonas. A minha irma tem um sonho de cursar mestrado em uma instituicao nos EUA. Mas percebeu que o ensino universitario aqui eh carissimo. Nao deixando o sonho para tras, depois que ela se casou com um cidadao Americano, ela optou em fazer faculdade de enfermagem e trabalhar como enfermeira para custear o mestrado de odontologia.
Nao deixando de mencionar, hoje a minha irma eh aluna na faculdade em que minha esposa leciona enfermagem. Um pequeno exemplo, para mostrar que as duas brasileiras sao de se orgulhar. Tambem podemos perceber que ninguem eh barrado de continuar seus estudos nos Estados Unidos. Ela tambem poderia ser dentista se quiser complementar estudos, e pagar a complementacao, que seria bem mais cara do que o curso de enfermagem.
Recentemente, a presidente Dilma lancou um programa que se chama Ciencias sem fronteiras. Este programa fomenta a exportacao de estudantes brasileiros para outros paises, inclusive os EUA. Sao mais de 70000 bolsas em 4 anos. Eu acho uma excelentissima idea. Contudo, baseado em nossa legislacao atual esse programa eh ilegal. O que eh legal para 70000 deveria ser legal para todos.
No programa, o estudante pode fazer parte dos estudos aqui e parte dos estudos no Brasil. Com isso as classes que foram feitas em escolas no EUA seriam validas automaticamente no Brasil. Neste caso estariam indo contra a legislacao.  Como ja coloquei aqui, as escolas nao revalidam parte de um curriculo, mas sim o curriculo inteiro. E na maioria das vezes nao tem meio termo. Eh sim ou nao.
A arbitrariedade em decisoes como essa eh um fato que assola o desenvolvimento tecnologico de nosso pais.
Desde ja peco desculpas pela falta de acentos nessa redacao. Estou escrevendo em um PC fora do Brasil usando um teclado para o idioma ingles.
Se vc leu o texto e este assunto lhe interessa, entre em contato com ourominas@yahoo.com ou comente abaixo no link Comments.
Vamos lutar nas redes socias por um Brasil mais justo.

Seguem as repostas das Faculdades Brasileiras que analisaram nossos curriculos:

Indeferimento da UNIFEI de Itajuba. Doc assinado Pelos professores:Robson Luiz Moreno, Fernando Nunes Belchior, Delvio Franco Bernardes.
http://revalidacaobrasil.webs.com/UNIFEI_ITAJUBA.pdf


Indeferido para Engenharia de Producao. Universidade Federal de Itajuba.
Documento assinado pelos professores: Jose Leonardo Noronha, Joao Batista Turrioni e Jose Hamilton C. Gorgulho Junior

http://revalidacaobrasil.webs.com/federal_itajuba_indeferido_administracao_tecnica.pdf


Requerimento para obtencao de novo titulo ou mestrado na Faculdade Claretiano.
http://revalidacaobrasil.webs.com/FACULDADE_CLARETIANO.pdf
Requerimento para obtencao de novo titulo na Faculdade Estacio de Sa, enviado pelo coordenador de curso Rodrigo Amaral Bonatti.
http://revalidacaobrasil.webs.com/FACULDADE_ESTACIO_DE_SA.pdf
Requerimento para a obtencao de novo titulo na Universidade De Uberaba(UNIUBE), resposta enviada pela Diretora Luciana Silvello Danelon.
http://revalidacaobrasil.webs.com/UNIUBE_UBERLANDIA.pdf

Acessos  do Blog nos dois primeiros meses.


102 comments:

  1. Acho que seu problema esta relacionado com rank. Pelo as ultimas declaracoes do governo eles irao colocar uma lista discrimininatoria de ranks. Somente escolas melhor rankiadas que as brasileiras =terao diploma revalidados

    ReplyDelete
  2. Bom dia ,
    seu texto me interessou muito, estou fazendo mestrado em Portugal e fiz a licenciatura em Engenharia Ambiental aqui também, penso que vou estar numa situação parecida com a sua , fica com o meu contacto para podermos trocar mais informações.
    Abraço
    Fernando

    ReplyDelete
  3. Leia e especial acredite!!!!!
    Repassando no facebook

    ReplyDelete
  4. Se fosse formado em Cuba ou na Bolivia, tu já estava no Ministério da Saúde...

    ReplyDelete
  5. Estranho o que você diz. O meu diploma americano, que não é de graduação, mas de doutorado acadêmico (PhD) foi revalidado sem problemas assim como o de todos os meus colegas, muito dos quais hoje são professores em universidades no Brasil. Nunca soube de problemas para revalidar diplomas de bacharelado, mestrado ou doutorado de universidades conhecidas (top 30) dos EUA, Canadá ou Europa. Diplomas de cursos curtos (Associate Degrees) e/ou de universidades não acreditadas são outra história.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Macelo Bruno. Os dois sao Bachareis ou 125 credit hours. Se nao fosse nao tem nem como gastar 1500 reais (USP) e traducao 1500 reais. Ou seja, gastar 3000 reais para nada.

      Delete
  6. Entendo sua frustração e sei exatamente como vc se sente. Eu morei nos EUA por aproximadamente 10 anos e após muitas dificuldades e esforço consegui completar meu bacharelado em administração. O título foi concedido por uma universidade pública com mais de 100 anos de existência.

    Agora estou tentando ter meu título reconhecido pela UFSC e nem ao menos tenho tido o respeito dos funcionários públicos em responderem minhas perguntas com seriedade. Este país é uma palhaçada. Dizer que uma pessoa que cursou um bacharelado numa faculdadezinha de periferia, que copiou todos os seus trabalhos e sua monografia da internet tem um título reconhecido pelo MEC, mas que o meu não vale nada! Só pode ser piada. A maioria dos "universitários" que eu conheço aqui nunca leu um livro, mal sabe falar corretamente. Os brasileiros chegam aos EUA com seus bacharelados e são tratados com respeito e dignidade. Nunca vi alguém ser recusado a cursar um mestrado porque seu bacharelado brasileiro não tem validade no país. Isto seria de um desrespeito imenso. E é assim que me sinto aqui no Brasil, pior do que se fosse uma imigrante ilegal. A "burrocracia" brasileira nunca desaponta em sua profunda ignorância.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Tatiana, Muito obrigado por compartilhar conosco a sua experiencia. O seu comentario sera de grande validade para quem se encontra na mesma situacao que a nossa. Eh dificil de acreditar que no Brasil nao se sabe que a maioria dos diplomados nos EUA nao sao diplomados em Havard ou escolas desse calibre. No meu caso, eu sou formado em uma escola privada e orgulhosamente muitos formados em escolas de alto escalao ja se foram em lay-offs. Assim sendo, para ser justo com todo mundo, avaliacoes nao deveriam ser baseadas em nome de escola e sim em curriculos aprovados pelos conselhos de educacao de cada pais. Comos nos dois temos um curriculo que inclui gestao e lideranca, nos aprendemos nos EUA que burocracia e corrupcao andam de maos dadas. Quanto maior a burocracia maiores sao as possibilidades de algo sair errado. Este dizer que aprendemos nas escolas americanas teria que ser o basico para os nossos academicos com PHD e tudo mais.
      Mas a realidade eh que nem o basico eles aprenderam.
      Boa sorte para vc!!! espero que tudo saia bem no seu processo na UFSC.

      Delete
    2. Muito obrigada pela resposta. É meio brega admitir isso, mas nada como ter alguém que realmente compreende a nossa situação e não continua repetindo como um robô "tudo vai dar certo se você continuar tentando," etc. Realmente, a burocracia e a corrupção são inseparáveis. Parece que é mais fácil COMPRAR um diploma reconhecido pelo MEC do que revalidar um obtido honestamente nos EUA.

      Ainda estou analisando se vou tentar mesmo pela UFSC. Eles não cobram mais a taxa para iniciar o processo, mas a falta de respeito e de informações precisas estão me desanimando. A UNICAMP parece ser mais organizada e dar informações mais sérias. Além disso, a documentação requerida me parece mais fácil de obter. Veja só: http://www.dac.unicamp.br/portal/grad/diploma/revalidacao_de_diploma/

      Talvez se eles oferecerem o seu curso valeria a pena tentar por lá também, se você e sua esposa ainda não tentaram.

      Boa sorte!

      Delete
  7. Olá, estamos tendo problemas com a revalidacao do diploma americano de engenheiro civil do meu namorado aqui no brasil. Ja foi indeferido pela UFMG e não encorajado por outras devido as diferenças na carga horaria e na grade. Se conhecer algum caso por favor nos comunique!

    ReplyDelete
    Replies
    1. vejo so hoje esse blog. Sou italiano, casado com brasileira e moro no Brasil. Tive minha graduaçao em engenharia civil no Politecnico de Milao nao reconhecida pela UFU de Uberlandia poucos dias atras, depois de 9 meses de processo. Estou revoltado mesmo com esse sistema preconceituoso.

      Delete
    2. Estou com o mesmo problema que vocês, nao consigo que a UFF (Niterói) revalide o meu diploma.
      Vocês tiveram sucesso?

      Delete
  8. Fernanda, A finalidade do site eh exatamente reunir pessoas com os mesmo problemas que encontramos durante a revalidacao de diploma de graduacao. Se souber de algo parecido entro em contato.

    ReplyDelete
  9. e a gente querendo revalidar nosso diploma Americano. E somos barrados pelos burocratas. Mais um exemplo que burocracia e corrupcao andam de maos dadas.
    www.em.com.br/app/noticia/gerais/2012/02/19/interna_gerais,278838/investigacao-sobre-uso-de-diplomas-irregulares-revela-que-golpe-se-alastrou-na-administracao-publica.shtml
    Desfrutem moderadamente

    ReplyDelete
  10. o pobrema e que o brasil nao consegue acompanhar a evolucao e como no brasil nao tem capacidade de acompanhamento se deficulta tudo mas como o meu diploma vale no pais de primeiro mundo e no pais que eu formei nao vale por isto que o brasil so esta no trerceiro e a chima em segundo sedo ela um terco do brasil eu mim envergonho do meu pais mas ele so ira ter noticias e facilidades para traficantes e badidos no semado e na adiministracao como que um pais que e adiministrado por um bando de analfabeto ira defender os formados eu acharia que vc nao voltaria para o seu pais vc tem varias oportunidades aqui porque volta e lutar por uma coisa impocivel que eles nao entenden e nuca entederao o pogresso mas se vce for um traficante ou politico corupito vc tera uma boa oportunidade pena que vc formol e quando volta para o brasil nao ira trabalhar em sua area escolheu a proficao erada se vc estivece formado em trafico oun em curupicao teria seu diploma valido .... como deria vc vacilol em estudar nao valeu nada

    ReplyDelete
    Replies
    1. a verdade,
      Muito obrigado por sua contribuicao aqui nesse mural. Eu nao acho um vacilo vc formar e escolher uma profissao seja ela uma escolha em qualquer pais do mundo. Eu encorajo a todos a seguir carreira e cursar uma universidade. Como eu havia comunicado no inicio de meu depoimento aqui. Gracas ao meus estudos eu consegui meu pe de meia. Assim sendo, a vergonha nao eh para mim nao revalidar meu diploma no Brasi. A vergonha eh para todos nos brasileiros. Pois com meu conhecimento e tambem o conhecimento de minha esposa poderiamos contribuir com a nossa patria trabalhando e talvez contribuindo para o desenvolvimento. Assim como nos ja contribuimos e continuamos contribuindo nos EUA.
      Os academicos brasileiros estao sempre olhando para o propios umbigos. Onde vc menciona os problemas socias, a conversa poderia se tornar bem mais longa incluindo tambem o nivel de educacao do povo.
      Obrigado por compatilhar sua opiniao sincera.

      Delete
  11. Olá,
    Pequisando sobre o assunto na internet, encontrei o blog e o seu depoimento me chamou
    atenção. Realmente é um absurdo o atraso com que nosso país trata esse assunto, chega
    ser uma falta de respeito.
    Eu gostaria na verdade de lhe pedir uma opinião!
    Já sou pós graduado na minha profissão e agora quero fazer o Mestrado, mas trabalhando
    praticamente 40horas semanais, fica impossível faze-lo de forma presencial. Como parar de
    trabalhar nesse país?
    Tenho pesquisado sobre a EAD, e encontrei muitas universidades estrangeiras, algumas na Europa
    e EUA, que oferecem o Mestrado a distancia. Mas fica a dúvida, será que vale a pena diante
    de todas essas dificuldades, de revalidação e convalidação? Eu quero mesmo é aprimorar meu
    conhecimento, não preciso do aval do MEC/CAPES para faze-lo e nem tão pouco minha empresa
    me cobra algo do genero, mas sinceramente de tudo que li, você me pareceu bastante sensato
    e inteligente. Sua opinião seria de imenso valor.
    Att.
    Abraços
    Marco

    ReplyDelete
    Replies
    1. Marco se vc tiver olhando por MBA. Eu aconselharia vc a procurar a Keller graduate school of management da DeVry University de chicago. Na multinacional que trabalho, tem muitos gerentes que formaram la. A flexibilidade das escolas aqui eh Bem maior que no Brasil. Eles estao presentes no Brasil tambem. o que facilitaria vc a revalidar seu diploma quando for preciso. Pois assim vc teria um diploma duplo. A DeVry eh propietaria de pelos menos 4 faculdades no nordeste: Area1, ruy barbosa(salvador), Fanor(fortaleza), Boa Viagem(recife).

      Delete
  12. O sistema que está implantado em toda a europa é o Bolonha, se voce fizer provas de semtres superiores poderá terminar o curso mais cedo, e também nao há necessidade de ir a Universidade diferente do Brasil. O curso é 3,5 Bacharelado + 1,5 Mestrado= 10 semestres. O curso do Bacharelado aqui tem a carga bem menor que o Brasileiro. Nao temos por exemplo matérias de humanas na Eng° coisa que no Brasil existe pelo menos 4 Matérias dentro do Curso.
    O Bacharelado aqui se conclui com uma tese ou um trabalho de enseramento de curso + 1 semestre de estágio com relário de estágio e apresentacao para bancada. É um curso muito bom, e o estudante sai da Universidade preparado para comecar a trabalhar.

    Eu ouvi que o processo de bolonha foi pensado afim de homogenizar a relacao entre EUA e China.

    No meu caso só existe uma universidade que pode revalidar meu curso no Brasil em Sao joao del rey, eles estao na primeira turma e nunca revalidaram diploma antes, e o curso também nunca existiu no brasil, tendo somente mestrado e dortorado nesta área.
    Eu acho que meu curso tem 70% de semelhanca com o brasileiro o problema esta na carga horária, 7 semestres contra 10 do Brasil.
    Como é o bacharelado nos EUA ?


    Até
    Gabriel

    ReplyDelete
    Replies
    1. Gabriel, eu vejo a revalidacao de diploma no Brasil como um processo arbitrario. Assim sendo se vc nao estudou em uma faculdade de rank. De rank para o Brasil seria algo acima da colocacao da USP. Hoje em 180 nos ranks internacionais. A chances sao baixas. Na verdade a propia legislacao nao ajuda. Eles falam em coisa de 70% do curso brasileiro tem que ser compativel. Mas a pergunta eh como? no caso do EUA 25% ou mais do curso superior que se ensina no Brasil nao existe. 3600 contra 2000 horas. Aqui se usa o sistema CREDIT HOUR que eh 1credit hour=15horas . A grande maioria dos cursos universitarios americanos a nivel de bacharel sao 125 a 130 credit hour .. sem estagio que aqui nao existe. As unicas profissoes com carga horaria bem acima disso sao as medicinas e advogados.

      O Brasil tem que parar de olhar muito carga horaria e dar mais valor ao que sao ensinado nas escolas.
      Vcs na europa usam o sistema credit hour?

      Delete
  13. Obrigado assessoria da Argentina

    ReplyDelete
  14. Olá a todos ...Eu também estou nesta situação.
    Fiz 2 anos de curso na UFPE em EngªCivil,terminei o curso em portugal no ISEL com especialização em estruturas(4,5 anos),pois na europa tens de escolher uma área após a licenciatura de 3 anos(Bolonha).
    Resultado ao chegar no brasil para pedir revalidação passado o prazo de 6 meses para ter uma resposta...Fui a reitoria da UFPE pedir uma informação sobre meu processo e mandaram-me procurar o cordenador do curso pois poderia estar faltando algunha assinatura ....Ao procura-lo me apresentei e simplismente ele me disse que após 6 meses não tinha nem eleito o colegiado (2 professores que junto com ele iriam olhar documentação),que tinha outras coisas para fazer..Foi quando disse a ele que precisava de uma posição pois não conseguia trabalhar como engenheira sem isto resolvido ..ele simplismente para me despachar disse que ligasse daqui a 2 semanas para ver....Liguei passado 1 mês ele simplismente ao telefone diz que marcou para o outro dia uma reunião ,mas que já tinha dado uma olhada no meu processo e me diz que eu não fiz quase nada das disciplinas e que carga horaria é bem menor(num total de 18 disciplinas por cursar-ex:instalações de esgotos diz ele que eu não fiz mas ta nos meus papeis o conteudo de instalações de águas residuais que em Portugal é o mesmo que esgotos ...entre outros absurdos) ...concluindo ele simplismente não gostou do fato de eu ter ido pedir informação sobre o meu processo com ele após o periodo de 6 meses.Tipico do funcionario publico no Brasil que não gosta de ser cobrado....
    Entrei com recurso e estou a aguardar resposta,além de dar entrada em outras universidades...2 meses após o indeferimento fui selecionada na UFPE para fazer mestrado em engenharia Civil...ou seja grande contradição sou qualificada para fazer mestrado em engenharia civil e não sou aptar para ser engenheira!!!!isto é Brasil!!! Fazem um insentivo para fazermos o curso fora do país mas quando voltamos não somos reconhecidos!!!
    Boa sorte a todos!!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Conseguiu revalidar? estou numa situação parecida, os funcionários da UFF passam a bola um para o outro e não resolvem nada desde quase 2 anos...

      Delete
  15. Que ridicula a sua situacao... Pelo menos uma boa noticia no que se refere aos seu gastos com traducao. Como vc cursou engenharia em Portugal, vc deve ter economizado no minimo 2000 reais em traducao. Sobre mestrado, isso eh mais um furo em nossa legislacao. Pela lei,a unica maneira de cursar mestrado no Brasil eh ter a graduacao revalidada.

    ReplyDelete
  16. Olá, li a sua peleja para revalidar o diploma. Como estou aqui na Itália por meios próprios fazendo alguns cursos, fiz um pesquisa para ver como revalidar no Brasil o diploma obtido aqui na Europa, e vi que esse negócio vai ser mais complicado do que pareces.

    sds

    ReplyDelete
    Replies
    1. Edson, nao eh mole nao. Contudo, eu aconselho vc continuar o que vc esta fazendo na Italia desde que seja um curso com reconhecimento regional. Nada paga um curriculo e uma experiencia no exterior, mesmo que no final isso nao tenha aval do MEC. O Brasil esta valorizando muito ranks de escolas estrangeiras, sem mesmo melhorar a qualidade de ensino universitario para os propios brasileiros. O exemplo maior aconteceu em minha casa comigo e minha esposa. Historia que vc ja leu no blog. No dia de hoje, revalidacao eh um processo arbitrario, custoso e demorado. De outro lado, se vc for formado em escolas com ranks acima da maioria das federais do Brasil, vc nao vai ter problema nao.

      Delete
  17. Entendo sua frustracao, Tudo no Brasil é muito complicado, burocratico e leis que nao sao bem entendidas. Moro em Montreal, Canada e tenho um mestrado em Intervencao Social. Eu sei que se voltasse ao Brasil seria bem dificil revalidar meu diploma. Contudo minha universidade(Université du Quebc a Montreal) tem um convenio com a UFBA que reconhece os diplimas desta universidade. Continue na luta, nao fique sem forca.

    ReplyDelete
  18. Carlos,
    Obrigado por compartilhar conosco a sua historia. Somos quase que vizinhos aqui no norte. Parabens pelo seu mestrado em Quebec. Sim, vc teve muita sorte em fazer parte de uma escola convenhada. Ai que mora o perigo. A lei esta somente beneficiando um grupo de pessoas que sao na maioria faculdades publicas no Brasil em convenio com as publicas com melhor rank fora. Esquecendo que na lista de convenios do MEC a porcentagem eh bem reduzida.

    ReplyDelete
  19. Morais, conheço o Ernesto Carlos Dias do Nascimento que é um grande amigo, só quem o conhece sabe o sofrimento que ele e a família passou. Sua esposa foi estudar nos EUA por vontade própria, ele não, com dois anos foi colocado em um avião e deixado em Cuba. Ele não estudou aqui pq não deixaram, portanto, nada mais justo que o seu diploma seja reconhecido em nosso País

    ReplyDelete
  20. Oi! Estou me graduando em um community college e me transferindo para um 4 years college...Moro em NY e ganhei uma bolsa parcial para estudar no St Josephs college ( por isso ele se tornou minha primeira e unica opcao). Mas desde que olhei a grade curricular fiquei com a pulga atras da orelha. Estarei transferindo 64 creditos do community college e terei q fazer mais 64 la. Soh q entre essas materias restantes, me surpreendeu o fato de terem mtos cursos de "liberal arts" como: musica, art, lingua estrangeira, filosofia, religiao, sem contar aulas de historia, psicologia, ingles q me parecem fugir mto do curriculum das faculdades brasileiras... Por isso estou meio apavorada agora, depois q comecei a pesquisar sobre a equivalencia e revalidacao de diplomas. E constatar q a maioria das pessoas tiveram experiencias infelizes na hora da revalidacao. Minha major eh Business Administration, e pelo que estava vendo ha mtaaa diferenca entre o meu curriculum daqui e o da Usp... Qdo eu li a um tempo atras aqui nesse blog mesmo, de que a "maioria esmagodora" dos diplomas teria valor no brasil, presumi q esse processo de revalidaco nao fosse tao burocratico e tao dificil. Tenho pretencao de voltar ao Brasil assim que terminar minha faculdade, e quero dar continuidade ao estudos la, no futuro quero fazer um MBA pra poder crescer profissionalmente e tals... Soh q agora estou morrendo de medo de que todo o esforco e sacrificio que fiz aqui nao sirva pra nada. Queria saber o que vcs me aconselham a fazer nesse caso? Se vcs tem alguma dica ou alguma opiniao ao respeito.

    Obrigada!

    Bibi

    ReplyDelete
    Replies
    1. Bibi. Faz o que o seu coracao mandar. nao fique presa ao o que o Brasil aceita ou nao no momento. Se vc ver o que esta acontecendo em revalidacao, vai gastar muito em cima de um processo arbitrario. O que mais vale eh vc ser feliz fazendo o que gosta. Vc pode atuar como mamager no Brasil sem ter aval do MEC. Contudo, desde que vc ja tem metade do seu Bachelors feita. Eu lhe aconselharia levar algo que mais ou menos equipara aos curriculos brasileiros. Porque vc nao pesquisa as grades de administracao nas federais do Brasil. Sei que na sua area eles dao muito valor a classes como project management, human resources, finance, marketing, international business etc. Mas tenha em mente que 125 credit hours equivale a 2000 horas mais ou menos e bachareis no Brasil sao 3600 horas. Se nao repondi sua pergunta... let me know

      Delete
    2. Obrigada pela sua resposta!!! Entao quer dizer q pagar uma fortuna pra vir estudar nos eua, enfrentar todas as dificuldades, e fazer todo esse sacrificio de estar sozinha, longe da familia, das raizes e etc talvez seja uma ilusao caso vc nao esteja estudando na Harvard? Eh isso q me parece depois de ler essas historias. To um pouco chocada com essas informacoes, quer dizer q eu nao vou ser considerada uma bacharel qdo chegar no Brasil? E ainda corro o risco de ter q recomecar do zero la caso queira dar continuidade nos estudos??? Hj depois de td nao terei coragem de nadar pra morrer na praia, agora vou ateh o final!...Mas q estou com mto medo de nao ter feito a escolha certa e nao colher os frutos esperados desses anos todos de dedicacao e luta, eu estou! Obrigada!!!

      Delete
    3. Bibi, mais uma vez muito obrigado por compartilhar conosco sua historia. Trocando em miudos a verdade eh que vc tem que esta em uma escola rankeada. se nao.. tem que ser pelo menos, com uma escola convenhada com uma federal brasileira. As chances dos exilados academicos que tomaram iniciativas propias sao bastante reduzidas. O exemplo sou eu e minha esposa. Converseei com um coordenador de curso no Brasil, em Novembro do ano passado. Em nossa conversa ele visivelmente deixou transparecer isso. mas nao se esqueca que para fazer MBA no Brasil, eles nao aceitam diplomas estrangeiros. Vc tem que revalidar primeiro. E olha que com um curso de graduacao brasileiro eu posso fazer mestrado nos EUA. olha o que a Marta Suplicy falou no senado semana Passada.
      Leia em especial o ultimo paragrafo dessa noticia recente:http://www.tudorondonia.com/noticias/senadores-querem-facilitar-reconhecimento-de-diplomas-de-universidades-estrangeiras-,27946.shtml

      Delete
    4. Obrigada por compartilhar esse artigo comigo. Me sinto um pouco mais esperançosa. Quem sabe daqui a dois anos qdo eu terminar minha faculdade, o processo de revalidação esteja mais flexível e eu consiga fazer sem problemas a revalidação do meu. De qualquer forma, por se tratar de Brasil sinto q tenho q estar preparada para td (o pior). Mas sua iniciativa eh mto importante. Temos q nos unir e lutar por nossos direitos. Nao podemos aceitar passivamente essa injustica e o descaso com nosso investimento, esforcos e o nosso futuro.Muito obrigada por tudo!

      Delete
    5. Soh mais duas perguntinhas q me ocorreram agora. Caso o diploma nao venha a ser reconhecido eh possivel transferir parte dos creditos equivalentes e dar continuidade aos estudos no Brasil? E qdo vc disse acima sobre escolas rankeadas, vc quer dizer somente o topo mesmo, ou uma escola colocada mundialmente entre as 300 melhores tb teria chaces de conseguir facilmente uma revalidacao? Thanks :-)

      Delete
    6. Infelizmente a maioiria de escolas brasileiras nao aceitam transferencias de disciplinas estrangeiras. Eles querem que vc faca o vestibular. Estou esperando os ultimos resultados para colocar aqui documentos de varias entidades publicas e privadas que nao aceitaram minhas disciplinas para obtencao de segundo titulo. Somente uma privada me aceitou sem vestibular mas nao creditou disciplinas(70 credit hours ja cursadas). Rank na maioria, sao escolas de excelencia internacional, como Stanford, Yale, Havard, MIT etc. Ouvi dizer que a Columbia esta abrindo um campus no Rio. Lembre-se que a USP esta rankeada em 180.

      Delete
    7. Nossa, estou passada! Como me sinto estupida! Achei q pelo menos os creditos eu pudesse transferir, assim como eles aceitam os creditos de la pra ca, achei q nao tivesse problema daki pra la. Quer dizer q seria mto melhor se eu tivesse estudado em uma universidade federal la, do q vindo estudar nos EUA?! Engracado q durante a minha vida inteira ouvi dizer q os estudos nos exterior eram super valorizados, q eu deveria vir, pq iria me dar mtoooo bem qdo voltasse e etc... E acreditando no senso comum sem nem mesmo antes pesquisar sobre isso, meti as caras e agora me sinto perdida. Queria um conselho seu, ja q sei q vc eh um profissional experiente, com mtos anos na area e eh mto bem informado sobre as burocracias brasileiras....Lembrando que a minha area eh Business Adm... Vc acha q eu devo terminar o community college e nao perder mais tempo aki, voltando ao Brasil, com um Associates Degree, sem ter tido a chance ainda de adquirir experiencia na area OU vc acha q tenho q me transferir pro 4 years college q no meu caso eh privado e pequeno sem mto prestigio para concluir meus estudos e pegar meu Bachelors??? Estou mto desorientada. Ja tenho 29 anos e nao posso mais perder tempo na minha vida. O que vc acha melhor no meu caso??? Mto obrigada pela sua paciencia e atencao ao responder meus posts e desculpe por te encher de perguntas! Obrigada mais uma vez!

      Delete
    8. Na minha opiniao vc deveria terminar seu B.S. Com um bachelors in Administration, vc pode cursar o mestrado futuramente em uma escola Americana. Quem sabe ate la a nossa lei ja mudou. Tambem vc tem a opcao de cursar seu mestrado online em escolas do EUA, enquanto morando no Brasil.

      Delete
    9. Obrigada por clarear minhas ideias! Vou continuar acompanhando o blog e eu ficarei aqui torcendo para q em breve vc e sua esposa consigam resolver esse problema. Obrigada por todos os esclarecimentos! Abracos! Bibi

      Delete
  21. Eu deixei esse post em outro blog e copie e colei aqui, entao por isso desconsidere a parte Qdo eu li a um tempo atras aqui nesse blog mesmo, de que a "maioria esmagodora" dos diplomas teria valor no brasil"

    Obrigada!

    Bibi

    ReplyDelete
  22. Parece-me lógico que o país precise se defender da entrada de médicos mal qualificados no sistema de saúde, o que não entendo é por que médicos brasileiros competentes, formados pelas melhores instituições internacionais, com ampla experiência, estão sendo barrados de exercer a sua profissão no seu país. Sou brasileira com 2º grau completo em conceituado colégio paulistano. Estudei Medicina na Inglaterra, onde adquiri 12 anos de experiência no sistema de saúde do governo (National Health System), chegando ao mais alto nível dentro da hierarquia de Consultant Obstetrician and Gynaecologist no prestigioso John Ratcliffe Hospital, hospital da Universidade de Oxford. Também trabalhei nos Camarões e durante um ano na Serra Leoa com os Médicos Sem Fronteiras. Tentei por duas vezes revalidar meu diploma pela USP, gastei uma fortuna em documentação e viagens, mas o exame, que levaram seis meses para corrigir, foi feito para ninguém ser aprovado. Fiz mestrado em Saúde Pública no London School of Hygiene and Tropical Medicine. Também sou membro do Royal College of Obstetricians and Gynaecologists e fiz parte do International Executive Board dessa Instituição. Não estudei Medicina para ganhar dinheiro, mas para ajudar os outros. Como meu país não quer aproveitar minha formação e experiência, estou atualmente trabalhando para uma ONG suíça numa região muito pobre do norte do Moçambique, encabeçando um projeto em Saúde Materna e Neonatal. Sinceramente não entendo por que a minha experiência não é levada em consideração neste processo de revalidação, e é muito pretensioso afirmar que todos os médicos formados no exterior são incompetentes.

    ReplyDelete
  23. Especialmente para aqueles quem tem diploma americano. Encontrei um blog de Belo Horizonte sobre revalidacao de diplomas que relata que faculdades brasileiras tem preconceito contra os Diplomas dos Estados Unidos. Entao se vc nao estiver se formando em instituicoes de ensino altamente conceituadas fique por dentro acessando o blog

    http://diplomatizzando.blogspot.com/2012/03/revalidacao-de-diplomas-estrangeiros.html

    ReplyDelete
  24. Emorais Morais agora no Twitter emorais morais @revalidacaoUSA

    ReplyDelete
  25. Salt Lake City,UT

    Maio,19,2012

    Dear Friend Morais

    Bom dia !

    Minhas congratulacoes pelo seu excelente trabalho de share com a comunidade brasileira acerca de como aplicar os creditos adquiridos em colleges, universities americanas com as instituicoes educacionais brasileiras.

    Apreciaria que voce pudesse incluir-me em seu email database e toda vez que voce enviar noticias e informacoes fique `a vontade de informar-me .

    Atualmente , tenho um filho no Rio de Janeiro, que estudou desde Elementary School ate High School e depois frequentou por 3 semestres Salt Lake Community College, quando resolveu por oportunidade de trabalho no Brasil transferir-se para nosso pais .

    Visando continuar seus estudos , meu filho tem encontrado dificuldades , pois estas instituicoes educacionais informam que e necessario prestar vestibular :
    Fundacao Getulio Vargas ( RJ ) ,
    PUC ( RJ) ,

    Nao aceitando nenhum credito da SLCC .

    A Faculdade Candido Mendes, na website deles, informa que aceita alunos de outros paises que cursaram no exterior , e quando voce vai na secretaria informam que tambem tem que prestar vesitbular .

    Caro Morais , se voce em seu network , sabe de alguma instituicao no RJ , que aceita creditos de um Community College americano apreciaria muito a sua util informacao .

    Grato pelo seu trabalho, e no compromisso de tambem compartilhar o que eu e meu filho apurarmos no estado do RJ .

    Sinceramente,

    Washington

    ReplyDelete
  26. Washington,
    Acima na pagina, tem a opcao serguir onde vc recebe todas as atualizacoes do blog. Tambem, vc pode nos seguir no grupo revalidacao brasil no facebook ou no @revalidacaoUSA no twitter

    ReplyDelete
  27. Brazil heading to the wrong direction. Site do Canada debate sobre o programa ciencias sem fronteiras do governo Brasileiro.


    http://www.insidehighered.com/views/2012/05/31/essay-danger-countries-setting-policy-based-university-rankings

    ReplyDelete
  28. vejo so hoje esse blog. Sou italiano, casado com brasileira e moro no Brasil. Tive minha graduaçao em engenharia civil no Politecnico de Milao nao reconhecida pela UFU de Uberlandia poucos dias atras, depois de 9 meses de processo. Estou revoltado mesmo com esse sistema preconceituoso

    Franz

    ReplyDelete
  29. Realmente e complicado o tema de revalidacao. a minha esposa peruana enfermeira com 5 anos de experiencia e aqui no btasil fez a postgraduacao de UCI E ate agora nao consegue revalidar. sera que alguem revalido na UFSC? monge_medic@hotmail.com

    ReplyDelete
  30. Oi tudo bem?

    Vi um relato seu num blog a respeito da via sacra para revalidar o diploma da sua esposa, gostava de saber onde ela conseguiu revalidar, pois enfrento o mesmo problema.

    Estudei direito em Portugal, inclusive há um acordo internacional para facilitar o reconhecimento de títulos entre os dois países, mas a comissão há quase 1 ano sem tratar das minhas coisas e ademais querem que eu faça prova de conhecimento de 12 matérias. Gente mais rídicula!! Pois já fiz a prova da OAB, passei há séculos e já sou inclusive inscrita na OAB-MT.

    ReplyDelete
  31. Ridiculo Danielle. A minha esposa recorreu a decisao da USP. Mas pelo o que ja apurei ate agora, eh tempo perdido.

    ReplyDelete
  32. Adquira agora da forma mais segura e agil , Crea , Coren , Cra , Crm , Cref, Diplomas de todoas as graduações , confira ( creaseguro@hotmail.com ) .
    Ancelmo (62)8123.1207

    ReplyDelete
  33. meus camaradas este creaseguro@hotmail.com é golpe certo ele te manda copias sem valor alegando que só faz o registro apos o pagamento, veja bem se ele diz que os documentos é confeccionados dentro da instituiçao entao seus dados é pra constar na instituição e não depois que vc pagar, pode acreditar é pagar e ficar só com copias sem valor, meu cunhado pagou e dançou. Fique atentos todos que diz pagar apos te passar por email as copias e não tem registro é golpe.

    abs!!!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Anonymous, fica aqui sua dica. Os comentarios aqui postados nao sao de autoria do administrador do Blog revalidacaobarsil e tambem nao faz comercial de operacoes ilegais e nem maracutais que acercam o nosso pais. Pelo contrario, lutamos contra e qualquer acao ilicita e mafiosa.

      Delete
    2. Vc pode nos informa o quanto vc pagou por esse golpe?

      Delete
  34. Meu amigo REVOLTADO so o LULINHA ai pra resolver essas guestao dos diplomas ilegal.

    ReplyDelete
  35. Revalidar diploma eh revalidar cultura. Prova justa para todos independente onde formam. Veja o exemplo dos EUA. Exemplo de sabedoria que fazem os outros paises fromarem profissionais capacitados para eles desfrutarem. http://www.youtube.com/watch?v=DHcxX4H-ZeM

    ReplyDelete
  36. Precisando registrar no Crea , Coren , Cra , ou precisando de uma OAB.
    Conseguimos tambem todos os cursos registrados de todos os níveis acadêmicos . Entre em contato: conselhoregionalonline@hotmail.com

    ReplyDelete

  37. Boa tarde.
    Estou na mesma situação. Estou em Portugal a 10 anos. Me licenciei em artes plásticas em uma universidade publica,e gostaria de voltar para o Brasil para fazer uma complementação para dar aulas de educação artística. Mas não consigo revalidar o meu diploma. Obrigada

    Andrea

    ReplyDelete
  38. Li o blog todo e comentários, encontro-me no mesmo impasse. Não houve comentário algum de alguém que tenha conseguido a validação de diploma de graduação tendo cursado em universidades "abaixo" da USP em rankeamento. O que acho um absurdo é como podem dar um tratamento e uma resposta dessas após tanta grana e tempo dispendidos!?!É imoral. Deveriam ao mínimo oferecer a possibilidade de cursar as disciplinas complementares. Ou se é essa palhaçada mesmo, já deixa claro "Não iremos validar diplomas de universidades cujo rankeamento seja abaixo da USP", pelo menos não iludiriam e fariam pessoas gastar dinheiro, tempo e principalmente estômago. O que é mais ridículo é que a validação teoricamente pode ser feita em qualquer universidade pública e tem universidades públicas que estão em rankeamento super baixo e mesmo assim indeferem o pedido. O que vocês que não conseguiram a validação fizeram? Trabalharam fora da área de atuação? Foram embora do Brasil? Não sei o que faço.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Sou a Paulinha (inclusive te mandei um e-mail pois só encontrei esse blog depois). Uma última coisa: não tem como bloquear essas pessoas que estão utilizando o espaço para fazer propagandas? Isso me revolta. Ainda mais quando sabemos que se trata de propaganda enganosa.

      Delete
    2. Paulinha, infelizmente em tudo que tem burocracia esta embutido a ilegalidade para se chegar ao objetivo final. Os aproveitadores tambem fazem parte do sistema. Com certeza a propaganda enganosa faz parte. Os anuncios que sao deletados aqui sao apenas anuncios que ferem diretamente os participantes do blog. Linguagem profanas e de baixo escalao sao deletadas automaticamente. Eu nao aconselho ninguem ligar ou comunicar com quem esta vendendo ou revalidando diplomas. Isso eh caso de investigacao policial ou MEC

      Delete
    3. Paulinha tambem fica aqui uma sabia frase usada nas escolas de administracao nos Estados Unidos da America:
      "Burocracia e corrupcao andam de maos dadas. Quanto maior a burocracia maiores sao as possibilidades de algo sair errado."
      Tambem eh uma frase que cai bem na atual situacao politica brasileira.

      Delete
  39. Olá, li seu depoimento no site http://extern360.blogspot.com.br/2011/05/revalidar-diploma-internacional-como.html e estou com o mesmo problema. Meu marido é espanhol e não pode atuar na área de jeito nenhum por não ter o diploma validado, o que o impede de se registrar no Conselho Regional da área. Eu gostaria de pedir sua opinião se tentamos a validação, visto que é uma burocracia enorme, um dinheiro enorme gasto e a possibilidade de receber um "não", pelo visto, é grande. No caso da sua esposa, ela entrou com toda a documentação e pagou todas as caríssimas taxas na usp? Eles deram a possibilidade de ela cursar as disciplinas para complementar o estudo? A possibilidade de ingressar no curso, alguma coisa? Ou é um apenas "não" e você se ferra sem volta? Estou meio desesperada e gostaria de
    pedir sua opinião visto que é um problema semelhante. Estou pensando em ir embora do Brasil para poder vê-lo feliz trabalhando na área, mas temo em passar pelo mesmo problema no país dele. Ai que difícil...

    Obrigada pela atenção

    Paula

    ReplyDelete
    Replies
    1. Paula,
      Em primeiro lugar gostaria de lhe parabenizar pelo seu depoimento aqui. Como a gente sao poucos, que mostram as caras e divulga a mafia educacional que assola o nosso pais. Pelo o que tenho lido, o congresso brasileiro esta trabalhando em uma legislacao para extender a revalidacao as universidades privadas. Com isso acabaria com a metade dos problemas, pois as federais pensam que sao refencia. No entanto, em media elas estao bem abaixo da media das escolas dos paises desenvolvidos. Basta vc olhar o rank mundial de faculdades.
      No seu caso vale apena que seu marido trabalhe usando outro titulo ate vc achar uma faculdade que tenha uma revalidacao. Se ele for um engenheiro varias companias contratam usando titulos como analistas, especialistas etc. Sao profissionais de curso superior e remunerados como nivel univeersitario. que nao precisam de CREA.
      Sobre a USP. Eh um simples nao e vc nao tem escolha. mas pode recorrer a decisao deles< que normalmente demora mais 6 meses. Minha esposa recorreu. mas a chances sao bem pequenas. penso que 80% sao negados.
      E olha que minha esposa eh professora universitaria onde os professores Brasileiros vem para fazer curso. leia meu blog e no final analise as resposta da escolas brasileiras para o meu caso. Anexei emails e a carta de negacao da UNIFEI para o meu caso. Sobre a minha esposa estou aguardando a decisao final da USP para postar.

      Boa sorte e Keep in touch.
      Emorais

      Delete
  40. Acho que o fato de a universidade ser a "Devry" pode ter muito a ver coma a estoria. Aqui nos EUA a Devry e' considerada uma universidade de araque.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigado pela contribuicao anonimous. Vc quer dizer que todos os meus empregos e mais de 20 anos de carreira tambem sao de araque. Tambem sao de araque todos os excelentes profissionais formados na DU. Possivelmente sao de araque a ABET e todos os orgaos govermanamentais que aprovam e regulamentam a instituicao. Sua mentalidade tambem eh a mesma que a maioria dos burocratas brasileiros que tem uma lista de 75% de faculdades do Brasil que nem um laboratorio tem para formar seus estudantes. No rank mundial, 75% da faculdades brasileiras estao atras da DU e a lista nao para de crescer. Assim, as grande empresas que contratam estudantes DU sao de araque e porque nao dizer que vivemos em um mundo de araque...

      Delete
    2. Nao estou querendo ofender ninguem mas a Devry tem a mesma reputacao da University of Phoenix. Isso nao ajuda reconhecimento de diploma no Brasil. Ja' e' dificil se reconhecer o diploma de uma universidade estadual de menos ranking, imagina uma Devry. Voce nao gosta de ouvir isso mas e' a realidade. Muitos professores brasileiros tem PhD dos EUA e sambem o que a Devry ou a University of Phoenix sao: universidades de araque para sugar o dinheiro dos estudantes atraves do credito educativo.

      Delete
  41. Ola, por favor, queria sua ajuda....Estou montando um Abaixo Assinado para contestar e proibir o acordo da Presidente Dilma Roussef com o Governo da Espanha. Acordo este que permite a Espanha enviar milhares de profissionais para o Brasil para assumir cargos de alto escalão nas empresas brasileiras de engenharia, telecomunicação e infra-estrutura. Alegando que o Brasil não possui mão de obra qualificada.( o que seria obrigação do próprio governo conceder educação de qualidade para todos). Só no ano passado foram concedidos 1.833 vistos para espanhóis atuarem em cargos estratégicos no Brasil.


    Segue na Integra o texto do acordo:


    Presidente inicia visita ao país, assolado pela crise econômica.
    Diante da crise econômica que assola a Espanha e boa parte dos países europeus há anos, o governo do país quer interceder para que o Brasil flexibilize algumas regras que possam agilizar a concessão de vistos de trabalho para enviar mais profissionais para suas empresas já instaladas em território verde-amarelo.
    A presidente Dilma Rousseff deve receber o pedido de sua contraparte espanhola, Mariano Rajoy, durante encontro bilateral que terá ao visitar aquele país. As conversas ocorrerão, na capital Madri, após a 22ª Cúpula Ibero-Americana dos Chefes de Estado e de Governo, que tem início hoje na cidade de Cádiz.
    De acordo com o Ministério de Relações Exteriores (MRE), a agenda migratória está em pauta entre os dois países já há algum tempo. As negociações se intensificaram após o aumento do número de brasileiros que começaram a ser inadmitidos na imigração espanhola.
    Justamente por causa do agravamento da turbulência global com efeitos nocivos sobre a taxa de desemprego na Espanha, o governo resolver ser mais criterioso com o ingresso de estrangeiros. Como não há exigência de vistos para ambos, turistas e migrantes são barrados durante o processo de entrada.
    Depois que o Brasil começou a aplicar as regras de reciprocidade - com exigências aqui similares às da imigração de lá -, em abril deste ano, e com o menor fluxo de brasileiros em direção aquele país, houve uma melhora considerada significativa pelas autoridades que acompanham esse tipo de relações diplomáticas. Dados ainda não totalmente consolidados do MRE indicam que, neste ano, pode haver uma redução de 50% do número de brasileiros barrados ao querer ingressar na Espanha.
    Com o crescimento da economia brasileira em um contexto de crise mundial, mas, principalmente, do vigor do mercado de trabalho que gera até falta de mão de obra, o Brasil vem sendo atrator de trabalhadores estrangeiros.
    "Desde 2007 houve uma reviravolta no fluxo de migração. Até aquele ano, nós é que enviávamos para fora. Agora os estrangeiros estão vindo e os brasileiros também retornando", diz o presidente do Conselho Nacional de Imigração (CNIg), Paulo Sérgio de Almeida.
    Ele afirma que houve aumento na demanda por vistos temporários de profissionais espanhóis e portugueses, principalmente para a área de engenharia e áreas mais qualificadas da construção civil. "Mesmo porque o Brasil tem demandado por isso. E essas nacionalidades têm disponibilidade desses profissionais".
    Segundo informações da Coordenação Geral de Imigração (CGIg), até setembro deste ano foram concedidas 1.431 autorizações temporárias de trabalho para os espanhóis, praticamente o mesmo número apurado em todo o ano de 2010. No ano passado, esse volume chegou a 1.833 concessões.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Senhores e Senhoras

      Li o depoimento abaixo. Revalidar diploma eh revalidar cultura e nao significa visto de trabalho. Dilma ou governo brasileiro nao pode controlar o mercado de trabalho. Podem regular sim, os cargos da maquina governamental. Em uma democracia plena as coisas funcionam de acordo com a lei da oferta e da procura. Se nao tem profissionais o suficiente para suprir o mercado interno que passem o visto para os espanhois. Morei mais de 20 anos nos EUA. Sou Engenheiro nos EUA. e a oportunidades para um pais justo sao para todos independente de origem, cultura,etc.
      Assim como eu e milhares puderam exercer a profissao em um pais estrangeiro porque o estrangeiro com visto de trabalho nao pode exercer a profissao no Brasil? Quem define essas questoes sao as empresas que contratam e nao o governo. As coisas funcionam assim. Podem acreditar. Eu sempre cito o exemplo americano em questoes como essa. Mas o EUA nao esta sozinho. Os paises mais capacitados do mundo sabem atrair mao de obra. O EUA fazem isso a seculos. Um exemplo mais extremo seria Albert Einsten.e quanto outros cientistas estrangeiros contribuiram para o desenvolvimento tecnologico americano. Bem que tentaram trazer o Santos Dumont. Mas um de nossos maiores patrimonio tinha um link especial com a Franca e nao quiz fazer parte da economia de guerra.
      Aqui vai uma parte da reportagem da revista veja de como um medico estrangeiro pode trabalhar nos EUA.

      "Nos EUA.Se vc tem o visto de trabalho,para praticar a medicina no país, qualquer um precisa passar num teste chamado United States Medical Licensing Examination. Para aqueles que fazem a faculdade nos Estados Unidos, ele é aplicado em três etapas. Duas delas acontecem durante o curso, e uma depois. Já aqueles que estudam fora podem escolher se fazem os exames durante o curso, direto do país onde estão, ou depois, quando se mudarem para os Estados Unidos. Em 2010, 78% dos estudantes formados fora do país que prestaram a terceira etapa da prova foram aprovados.
      Para praticar a medicina no país, qualquer um precisa passar num teste chamado United States Medical Licensing Examination. Para aqueles que fazem a faculdade nos Estados Unidos, ele é aplicado em três etapas. Duas delas acontecem durante o curso, e uma depois. Já aqueles que estudam fora podem escolher se fazem os exames durante o curso, direto do país onde estão, ou depois, quando se mudarem para os Estados Unidos. Em 2010, 78% dos estudantes formados fora do país que prestaram a terceira etapa da prova foram aprovados"

      Acorda Brasil. Vamos ser parte de uma geracao mais globalizada e com oportunidades para todos.

      Delete
  42. Devry University dai tao bem nao da ne meu querido. Devry, University of phoenix, e todos essas outras "online universities" que a maioria dos cursos sao feitas via "online" , fica dificil.

    E fica a dica pra galera: Se voce esta pensando na possibilidade em voltar ao brasil, nao faca os cursos "technology", sao perda de tempo.

    Boa sorte

    ReplyDelete
  43. This comment has been removed by the author.

    ReplyDelete
  44. Nossa, muito senso comum aqui e informações desencontradas. Vou falar da revalidação de diplomas de pós-graduação stricto sensu.

    Objetivamente, são dois os critérios: 1. Precisa ser revalidado por instituiçao pública reconhecida e "avaliada" pelo MEC (nao basta ser reconhecida). 2. Além disso, a instituiçao que vai reconhecer o diploma precisa estar "na mesma área de conhecimento", ou seja é preciso ter entre 70-75% de compatibilidade entre as grades curriculares, além também da proximidade entre carga horárias. Tudo conforme art. 4° da Resoluçao CNE/CES, n° 01/2001 e art. 48, para. 3° da LDB.

    Reserve 1 mês para pesquisar todas as pós-graduações stricto sensu do Brasil (federais e estaduais) e identifique as que possuem maior similitude com a sua, relativamente a grade e carga horária. A universidade daqui vai verificar a conformidade com a(s) área(s) de concentração/linha(s) de pesquisa do programa.

    Corrigindo alguns erros que vi acima: 1. O estabelecimento de convênios entre instituições estrangeiras e a universidade pública brasileira nao implica o reconhecimento dos diplomas expedidos. (Amigo da UQUAM que postou acima, fique ligado). 2. A complementaçao de disciplinas nao revalidadas é aceita por algumas universidades. Isso vai depender da Resoluçao do Conselho Universitário de de cada uma sobre o tema Revalidaçao. Em todo caso, há espaço aqui para um Mandado de Segurança obrigando a universidade a ofertar as disciplinas que julgou inválidas ou incompatíveis. 3. A classificaçao nos rankings internacionais nao é nenhum requisito ou critério legal estabelecido pela Resoluçao do CNE, pela LDB ou pelos Conselhos Universitários.

    Sou advogado há já alguns anos no Brasil e vou dar entrada no meu processo de revalidação do meu Mestrado na Université de Montréal, Canada. Vamos ver no que vai dar!

    ReplyDelete
  45. Encontrei um link aqui da UFPB bem didático sobre os procedimentos. Compatilhando: http://www.prpg.ufpb.br/portal/index.php/pos-graduacao/reconhecimento-de-titulos/perguntas-frequentes

    ReplyDelete
  46. Oh my gοodness! Amazing article dude! Thank
    yоu, However I am experiencing troubles with your RSS.
    ӏ don't understand the reason why I am unable to subscribe to it. Is there anybody else having similar RSS problems? Anyone that knows the solution can you kindly respond? Thanx!!

    Feel free to surf to my blog ... Sfgate.Com

    ReplyDelete
  47. Thіѕ iѕ the perfeсt website fоr anyоne who hopes to find οut about this topic.
    Yοu unԁerstаnd a whole lοt its almost tough to argue with you (not that I аctually will
    need tо…HaHа). You certаinlу ρut a bгand neω spin on a topic thаt hаs been written about for many yearѕ.
    Еxcellent stuff, just wonderful!

    Also νіsit my site :: Http://Talkcicity.com/Hildegarde

    ReplyDelete
  48. Pessoal, estou pensando em fazer um mestrado em Portugal pela Universidade Aberta... Mestrado em Relações Interculturais, porém esse mestrado é A DISTANCIA... Ficaria mais complicado eu tentar fazer depois a revalidação por ser um mestrado a distancia ou não importa essa questão? Por que revalidar o mestrado ja é complicado, se for online ainda parece ser mais ainda, apesar de no diploma não vir que o curso foi feito online. Meu email é: gustavoitajuba@gmail.com... Obrigado!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Gustavo. Nada a ver.... nem curriculo nem diploma fala que curso eh online. Assim sendo .. isso nao altera nada na revalidacao. Vc so precisa ir em portugal para registrar os documentos de sua escola junto ao consulado brasileiro em portugal. Assim a documentaca curriculo e diploma fica sendo valida para as escolas brasileiras. Eles caribam tudo falando que de fato a sua escola existe em portugal.

      Delete
  49. I paу a visit daily some ωeb pages and blogs to read posts, howеνer thiѕ wеb
    sіtе gives quality based content.

    Ηerе is my blog post :: Http://Www.Sfgate.Com/Business/Prweb/Article/V2-Cigs-Review-Authentic-Smoking-Experience-Or-4075176.Php

    ReplyDelete
  50. Does your sіtе haνе a сontact ρage?
    I'm having problems locating it but, I'd liκe to shoot you an email.

    I've got some suggestions for your blog you might be interested in hearing. Either way, great website and I look forward to seeing it develop over time.

    Feel free to visit my web-site; http://development.lawspeak.co.uk/EdwardoBin/info/

    ReplyDelete
  51. Do you mind іf ӏ quote а fеω of your posts
    аs long as I provіdе credit and souгces back to your webpаgе?
    My websitе is іn thе veгy ѕаmе niche as уouгs
    and my ѵisіtors ωоuld genuinely bеnеfit fгom a lot of the informatіоn you present here.
    Pleaѕe let me know if this oκay with уou.

    Regards!

    Ηегe is my homеρagе - http://www.compupay.com/member/2226/

    ReplyDelete
  52. I really like reading through an article thаt will makе people think.
    Also, many thanks for allοwіng me to comment!


    Feel free to surf tο my website: Remove Hair

    ReplyDelete
  53. I'm really inspired together with your writing abilities and also with the structure on your weblog. Is that this a paid topic or did you modify it your self? Anyway stay up the excellent high quality writing, it's rarе to ѕee a gгeat ωеblοg like this one nowaԁays.
    .

    Feel free to νisіt my pagе www.africantrumpet.com

    ReplyDelete
  54. Ӏt's amazing to go to see this website and reading the views of all friends on the topic of this article, while I am also eager of getting experience.

    Look into my site v2 cigs reviews
    Also see my web site > click The Up coming web Page

    ReplyDelete
  55. This sitе was... how do Ӏ say it? Relevant!

    ! Finally І've found something that helped me. Many thanks!

    Also visit my blog post; V2 Cigs

    ReplyDelete
  56. Havе уоu еver considerеd publishing an еbook or guest authoring
    on оther blogs? I have а blog bаsed on the same ideas you discuss аnd would really like to haѵe you ѕhare
    some stories/іnformatіon. I know mу ѵieωeгs would value your ωork.
    If you're even remotely interested, feel free to send me an email.

    Also visit my weblog; silkn sensepil
    My website > Http://Facebookmodels.Com/Index.Php?Do=/Profile-5807/Info

    ReplyDelete
  57. Аw, this was a very nice poѕt. Takіng the time and
    actual effort tо сreate a good aгtiсle… but ωhat can I say…
    I put things off a whole lot and never sеem to get nearly anything done.


    Fеel free to suгf to my page ... www.wegather.com

    ReplyDelete
  58. Prezados Seguidores,

    Gostaria de compartilhar com todas a minha tamanha indignação com o processo de revalidação e ao tempo ver que ninguém se importa com nada, e continuamos a assistir na televisão o GOVERNO abrindo as portas para os brasileiros estudar no exterior, neste caso o investimento seria feito por eles.

    Mas quando tomamos a decisão de vender tudo o que temos, deixar nossa família, nosso emprego, para viver um sonho, e depois passamos por uma situação humilhante como esta, isto sim nos dá vergonha de sermos brasileiros numa lei podre e corrupta.

    Ficaria muito grato se alguém além da assistência de um advogado, pudesse me dar sobre o assunto que se segue:

    Devido a extensão vou publicar em três etapas:

    ReplyDelete

  59. Enviada em: quinta-feira, 14 de março de 2013 16:17
    Para: gabinetedoministro@mec.gov.br
    Cc: 'chefiadegabinetegm@mec.gov.br'
    Assunto: RES: EXTREMELY CONFIDENTIAL

    Exmo Ministro da Educação Aloizio Mercadante;


    Por favor, ficaria muito grato se pudessem me informar se o e-mail abaixo foi recepcionado. Infelizmente vou ter que recorrer a justiça e a imprensa a respeito desta inconformada situação.

    Após dois anos de espera, recebi a resposta da Universidade Estadual de Londrina sendo a mesma NEGATIVA. Questionei junto ao Professor Benilson qual a razão e as seguintes ponderações absurdas me foram colocadas:

    1. O curso de mestrado em Administração da Universidade Estadual de Londrina tem fundamentos em ADMINISTRAÇÃO AMBIENTAL, onde a grade curricular foge da grade curricular do meu mestrado em Administração de Empresas;

    2. Minha dissertação, não atende as normas e padrões estabelecidos pela Universidade Estadual de Londrina conforme regulamento e estatuto;


    Para ambas as ponderações acima me fiz as seguintes colocações:

    1. Como pode após dois anos a Universidade Estadual de Londrina se manifestar de algo que deveria ter sido observado no primeiro contato com a Universidade a dois anos atrás?

    2. Segui todas as recomendações legais no Brasil para estudar em uma universidade reconhecida e regulamentada pelo Ministério de Educação Brasileiro, num curso presencial com duração de um ano, e carga horária estabelecida, com 79 diferentes nacionalidades, onde com toda certeza a dissertação seguia regras e estatutos da própria Durham University Business School,.e o fundamento apresentado é meramente impossível por que a Universidade no Reino Unido não seria capaz de solicitar a cada 79 nacionalidades diferentes, uma dissertação com base nas normas de cada pais, ou de cada universidade. Minha dissertação seguiu os critérios e regulamentação do Ministério da Educação do Reino Unido;


    3. Evidenciei que se tal situação tivesse sido informada alguns dias após o envio das informações preliminares sobre a recusa, de forma alguma eu teria pago a taxa de protocolo, e ao tempo, com todo o gasto com os documentos exigidos que chegaram na ordem de R$ 7.000,00 e pelo tempo de dois anos em resposta, eu teria feito um mestrado em qualquer universidade aqui no Brasil, e não estaria passando por tal humilhação;

    4. Sendo a profissão acadêmica minha decisão de carreira, estou a dois anos afastado da Universidade que sou funcionário, POR LICENÇA NÁO REMUNERADA, e provavelmente estaria pedindo esmola na rua com um diploma de mestrado colado em minha testa.

    No aguardo das suas recomendações agradeço de todo o meu coração pela sua ajuda,


    Atenciosamente,


    Professor Denir Machado
    Fone: +55 51 3061 3681 / 9815-7176

    ReplyDelete
  60. Enviada em: quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013 09:19
    Para: 'gabinetedoministro@mec.gov.br'
    Cc: 'chefiadegabinetegm@mec.gov.br'
    Parte: 1

    Exmo. Ministro da Educação Aloizio Mercadante,

    Primeiramente gostaria de pedir desculpas por tomar a liberdade de lhe encaminhar esta correspondência com o objetivo de alguma forma esta possa chegar a suas mãos e ao conhecimento da a excelentíssima Presidenta Dilma Rousseff.

    Por favor, não pense que estou aqui para pedir dinheiro, emprego ou qualquer outra manifestação financeira que possa estar pensando, mas como cidadão brasileiro não tem mais a quem recorrer para a conclusão desta indignação que me vem acometendo desde o meu retorno ao Brasil.

    Em 1996 ao ler uma reportagem na revista Exame, a respeito do que aconteceu com os 10 brasileiros que realizaram o curso de mestrado no exterior, e como suas vidas estavam sendo direcionadas após esta trajetória de estudo. Na época, eu trabalhava como Gerente Administrativo Financeiro da empresa Peugeot do Brasil, sendo que fui o terceiro funcionário quando a mesma iniciou suas atividades no Brasil. Posição de destaque para um homem de 35 anos começou a refletir o que seria da minha carreira profissional sem um curso de especialização acadêmica, e como poderia alcançar uma posição melhor, sem a mesma.

    Foi então que tomei a decisão de visitar um dos brasileiros das reportagens, que posso dizer que tenha sido o meu maior inspirador. Contudo, sempre fui uma pessoa de família pobre, meu pai, um encanador e eletricista, avesso a educação, nunca se manifestou a favor de que um homem para ser gente, deveria se atirar em livros. Tomei a decisão em conjunto com minha família de vendermos tudo o que tinha. Pedi demissão na empresa que trabalhava, pois não houve interesse da mesma em investir no meu aprimoramento profissional, deixei minha esposa e meu filho de 03 anos morando na casa da minha sogra, para que pudesse realizar o meu mestrado strictu sensu em Administração de Empresas no exterior.

    Não foi uma decisão fácil, vender nossa casa, nossos móveis, nosso carro, enfim, nossos bens, para se atirar de cabeça numa decisão que poderia mudar ou não nossas vidas. Com dificuldades permaneci por dois anos na Inglaterra, onde fui aceito para a conclusão do curso de Master in Business Administration pela Durham University Business School. Após a conclusão do curso, retornei ao Brasil onde meu filho com 05 anos e minha esposa aguardavam ansiosos para minha volta. Disposto a lutar para reconstruir nossas vidas, pois todo o dinheiro que dispúnhamos havia sido investido nos dois cursos, com um gasto aproximadamente de US$ 80.000,00, convertidos em libras esterlinas que na ocasião era a mais alta do mercado, envolvendo todos os gastos pelo período de dois anos.

    ReplyDelete
  61. Parte II

    Até que a busca de uma oportunidade acontecesse, consegui trabalho como Professor Universitário Especialista junto a Faculdade Hoyler, a qual solicitou que eu pudesse dar entrada no meu PROCESSO DE VALIDAÇÃO DO MEU MESTRADO. Entretanto como o custo para isto era extremamente alto e não tínhamos mais recursos para isto, fomos obrigados a aguardar a oportunidade de um trabalho melhor remunerado para que pudesse dar entrada ao processo. Ao retornar ao mercado de trabalho, e ser transferido para a cidade de Porto Alegre em 2003, voltando ao mercado corporativo o qual não fazia exigências a respeito da validação e sim apenas o diploma era suficiente, esta atividade foi deixada de lado.

    Por razões financeiras e por algumas circunstâncias enfrentadas em nossa caminhada, tive a necessidade de retornar ao mercado acadêmico em 01/03/2011 onde fui admitido junto a Ulbra Universidade Luterana como professor especialista, porém para tanto a universidade solicitou que a documentação para a revalidação do meu diploma foi encaminhada.

    Foi então que após 10 anos da conclusão do meu curso, iniciou um dos mais trágicos processos que eu já pude passar em toda a minha vida. Primeiramente, naquela época, não havia instruções claras sobre o processo, e hoje ainda me entristeço quando vejo o GOVERNO incentivando brasileiros a estudar no exterior, sem qualquer conhecimento do PROCESSO BURÓCRÁTICO E AUTOCRÁTA para validação de um DIPLOMA CONCLUÍDO NO EXTERIOR.

    Para não poder perder o meu emprego, entrei em contato com diversas universidades autorizadas pelo CAPES e pelo MEC a validarem diplomas realizados no exterior. Foram ouvidos vários nãos, quando muito, universidades que diziam que poderiam demorar anos este processo, o que me deixava cada vez mais inconformado, após anos de lutas e sem nenhum apoio financeiro. Cartas foram enviadas ao Ministério da Educação alertando sobre o assunto, e apesar de várias tentativas junto ao MEC, a informação que sempre recebia é que a administração do processo é feita pelas Universidades, e o MEC não tinha qualquer autonomia sobre o assunto em questão. O que não conseguia entender, por que foi o MEC quem determinou que todo e qualquer professor universitário no Brasil deveria ter o TÍTULO MÍNIMO DE MESTRE para lecionar, e eu ainda não o tinha em termos, por que não havia conseguido a validação para o mesmo.

    Em meados de junho de 2011, em contato com a UEL – UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA, a mesma aceitou iniciar o processo de validação do meu mestrado, e diversos documentos foram solicitados antes do mesmo ser iniciado. Foi então que mais uma vez tive a decepção de não ter tido nenhuma instrução sobre o processo, e até hoje vejo que o processo continua da mesma forma. Diversos documentos foram solicitados, documentos estes que poderiam ter sido preparados antes do meu retorno ao Brasil, devido a burocracia para os mesmos. A própria universidade no Reino Unido não conseguia entender a tamanha burocracia do processo, e ao tempo, apesar de ser uma universidade reconhecida pelo MEC.

    Em termos de documentação, foram investidos quase R$ 7.500,00 para atender a necessidade e exigência da UEL num processo que exigia:




    ReplyDelete
  62. Parte IV

    1. Três cópias originais da dissertação em capa dura, que tiveram que ser confeccionadas, encadernadas e encaminhadas a Durham University Business School para rubricar e carimbar todas as vias. Isto significa que a Universidade precisou rubricar e carimbar 330 páginas, e fui questionado várias vezes sobre a real necessidade disto.
    2. Diploma original, grade curricular e programa curricular contendo níveis de qualificação;
    3. Todos os documentos acima mencionados após disponibilizados pela universidade e encaminhados ao Brasil, tiveram que retornar novamente ao CONSULADO BRASILEIRO NO REINO UNIDO, para serem autenticados pelo mesmo;
    4. Após o retorno, todos os documentos acima tiveram que passar por TRADUÇÃO JURAMENTADA, com exceção da dissertação.
    Todo este processo levou aproximadamente 05 (cinco) meses para serem preparados e no dia 20/12/2011 foram encaminhados para a UEL, e por estar em férias, somente deu inicio ao processo em 02/02/2012 e no dia 10/02/2012 a mesma nos enviou um DOC BANCÁRIO para pagamento da taxa de R$ 1.200,00 referente ao processo de revalidação de diploma de pós-graduação expedido por instituição estrangeira.

    Em decorrência deste fato, a ULBRA – UNIVERSIDADE LUTERANA solicitou meu afastamento por licença não remunerada, até que a validação fosse regularizada. Desta forma desde então estou afastado como empregado, não percebendo minhas receitas como professor.

    Em nenhum momento, o coordenador do curso ou a UEL informou que se passados um ano do início do processo em 02/02/2012, eu correria o risco do processo não ser aprovado, e por sua vez em nenhum momento eu havia recebido a RESOLUÇÃO CEPE Nº 021/2011 enviada somente agora pelo Coordenador que determina que:

    ART 8º - O parecer da Comissão Coordenadora poderá indicar ou justificar as exigências a serem cumpridas pelo candidato, devendo concluir por uma das seguintes hipóteses:

    1. Revalidação por equivalência sem necessidade de exames, provas, estudos complementares ou estágios;
    2. Revalidação após prévia aprovação em exames e provas a que o candidato deverá submeter-se em prazo fixado pela Comissão Coordenadora do Programa de Pós-Graduação;
    3. Revalidação após a realização de estudos complementares cursando com aproveitamento, as disciplinas exigidas pelo Programa de Pós-Graduação;
    4. Não revalidação.

    Na data de ontem, 26 de fevereiro de 2012 recebi um e-mail da Coordenadoria informando que o processo está em fase de finalização junto a comissão, e preocupado com a situação acima do item 4, a qual em nenhum momento tinha conhecimento, questionei ao coordenadora se existia o risco de não ser revalidado e o mesmo me informou que sim. Isto me deixou sem dormir pela noite toda por que tenho apenas mais este semestre para não perder o meu emprego como professor. São exatamente dois anos que estou neste processo, e agora estou correndo o risco após todos os pagamentos exigidos e os gastos realizados com a documentação, de não conseguir a VALIDAÇÃO DO MEU DIPLOMA?

    ReplyDelete
  63. Parte V

    Não posso se quer procurar emprego como professor em qualquer outra universidade, participar de exames e vagas públicas como Professor em Universidades Públicas por que a dois anos não consigo executar uma questão sem fundamentos em relação a algo que muitos brasileiros que estão estudando no exterior por até mesmo incentivos do governo e da indústria, não tem se quer conhecimento disto?

    Tenho uma família que abriu mão de tudo que tínhamos para investir na realização deste curso, e hoje não deixam de me fazer cobranças a respeito da não utilização deste para o nosso futuro.

    Desta forma peço a sua gentileza de me informar a QUEM POSSO RECORRER para que este processo seja realmente concluído. Eu estudei durante um dois anos, período integral, me abdicando de tudo, da minha vida, da minha família, do meu filho, para buscar uma valorização internacional e traze-la de volta ao Brasil, e hoje, não posso continuar minha profissão acadêmica por questões que não consigo entender, ou até mesmo por particularidades políticas de cada universidade que tem a responsabilidade de antes de tudo valorizar o esforço que um brasileiro, pobre, faz para estudar no exterior.
    No aguardo do seu pronunciamento agradeço desde já,

    Atenciosamente,

    Professor Denir Machado
    Fone: (51) 9815-7176

    ReplyDelete
  64. I waѕ suggested this blog by my couѕin. I'm not sure whether this post is written by him as no one else know such detailed about my trouble. You are incredible! Thanks!

    my blog post ... v2 cigs

    ReplyDelete
  65. Wow! This blog looks eхactly like my оlԁ one!
    It's on a completely different topic but it has pretty much the same layout and design. Outstanding choice of colors!

    my blog - v2 cigs reviews

    ReplyDelete
  66. So if you actually will need a excellent ab belt, right here are some possibilities which
    you can think about.

    my web page ... flex Belt Coupon

    ReplyDelete
  67. No further time expended on the gym, no back discomfort simply
    because of to numerous crunches or other stomach exercise routines and
    no far a lot more sweaty exercises basically to guarantee that your abs seem outstanding.


    Take a look at my web blog - Flex belt Discount

    ReplyDelete
  68. This comment has been removed by the author.

    ReplyDelete
  69. Me formei em Business Studies, administração na Irlanda , acho ridiculo como meu diploma é reconhecido em toda Europa, EUA, Australia . Nova Zelandia, Canada e Africa do Sul, mas não é no BRASIL. Hoje faço uma segunda graduação em uma faculdade com boa reputação no Rio de JAneiro, porém mal vou as aulas e passo com 10, já tive aulas que os professores simplesmente deram 4 PONTOS para "ajudar" na prova. Tudo é uma bagunça e a faculdade tem nota 4 no ENADE! Tenho vergonha do Brasil e não quero ser metida mas meu curso na Irlanda me exigia muito mais, me formei com Honours era organizado e tudo que aprendi ainda me lembro, porém pro brasil vai ficar a porcaria da faculdade com 4 no ENADE em que eu ja tive em um semestre aula apenas 3 aulas de uma matéria...

    ReplyDelete
    Replies
    1. Infelizmente, fico surpreso que vc tenha que fazer outro curso de graduacao.

      Delete
  70. É um problema mais complexo que o que você já notou no seu artigo. O que precisamos é fazer pressão para que leis assim mudem. A questão é que só quem passa por isso percebe. Por isso, queria pedir que todos os interessados estivessem atentos à COMIGRAR (I Conferência Nacional de Migrações e Refugiados), no qual, nas propostas finais para a criação de um Plano Nacional para Migrantes, possamos todos, como delegados votantes, conseguir mudar essas leis obsoletas.

    ReplyDelete
  71. Amigo,
    eu moro em Londres e estou pensando em comecar a cursar numa universidade daqui. Eu queria fazer design de interiores, mas ja vi q eu estaria ferrada com esse curso, caso nao cnsiga revalidar. Uma outra opcao seria administracao de business, que tbm parece ser mt complicado, mas a minha questao eh a seguinte: se eu nao conseguir revalidar, eu posso de qq forma trabalhar pra uma empresa e crescer nela? Eles empregam pessoas com diploma estrangeiro que nao sao revalidados?
    por favor, me clareiem a mente que estou quase desistindo de comecar :/

    ReplyDelete
  72. Sim . A iniciativa privada aceita diploma estrangeiro sem revalidar. Contudo, vc nao podera prestar concursos publicos ou se associar a um conselho profissional. Tambem nao poderar fazer pos ou mestrado no brasil pois as universidades nao aceitam diploma estrangeiro

    ReplyDelete